Mochilão: o que você deve levar na mala e o que fica de fora

Em Sydney, na Austrália
Em Sydney, na Austrália

Eu demorei para aprender a arrumar mala, carreguei coisas demais e de menos, levei peças que não condiziam com os termômetros do destino, coloquei na minha mochila para mochilão roupas que gostava e que permaneceram dobradas durante toda a viagem. Passei frio, tive que gastar dinheiro comprando roupas novas, e abandonei vários itens pelo caminho para me livrar do excesso de bagagem. Quando você viaja com orçamento folgado, mala de rodinha, se hospeda  em hotel e contrata traslados para se locomover, uma mala robusta não vai atrapalhar tanto a sua vida. Mas se a ideia é mochilar, a história é diferente.

Foi somente no meu último mochilão pela Austrália e Ásia, com duração de quatro meses, que finalmente entendi o que deve e o que não deve estar na mochila. Tive que abrir minha mala e tirar itens em todas as pesagens dos aeroportos – sem exceção . A primeira coisa que você precisa colocar na cabeça é funcionalidade. Os itens selecionados devem ser funcionais, não importa se são fashion, “de marca”, se é sua camisa ou sapato favorito: o filtro principal do que vai é a praticidade. Tendo isso em mente, a segunda dica – que eu escorreguei muito e ainda escorrego – é pesquisar sobre as condições climáticas e de infraestrutura que você terá durante a viagem.

Roupas
Se o destino é um lugar quente, preocupe-se em levar roupas leves e com proteção contra o sol. Peças que auxiliam no controle da temperatura do corpo e da transpiração podem ser muito úteis durante a viagem, pois é possível – e muito provável – que você tenha que repetir roupas com frequência e uma camiseta de algodão completamente molhada de suor não é o que você procura. Tecidos que secam rápido serão seus melhores amigos: em poucas horas você pode ter uma calça ou camisa fresquinha para usar.

Para lugares frios, roupas térmicas são uma boa saída. Sabe aquele seu motelom favorito? Deixe ele em casa, pois ocupará muito espaço na mala e não é uma peça curinga: não vai te proteger de vento e chuva. Prefira camisetas térmicas de manga longa e jaquetas próprias para frio, vento e chuva. Calça jeans esquenta no calor, mas não é tão eficiente em temperaturas baixas, além de ocuparem um bom espaço na mala. Calças térmicas são feitas com tecido mais maleável, leve e com isolante térmico. Você encontra nessas lojas de esporte e atividades de aventura. Vai valer a pena o investimento. Luvas, toucas e meias quentinhas são bem-vindas.

Calçados
Atenção, meninas! Salto alto não vai no mochilão! Se você vai viajar no esquema mochileiro, carregando uma mala nas costas, caminhando pelos lugares e se hospedando em hostels, calçados casuais são peso morto na mala. É o sapato “pau para toda obra” que deve ser colocado na mala. Evite calçados frágeis e de tecido. Leve dois – no máximo três – pares de calçados: uma bota resistente, à prova de frio, água e antiderrapante; tênis ou papete confortável; e CHINELOS!

O último item da lista é fundamental, principalmente se você se hospedará em hostels. A última coisa que você quer é interromper a viagem por algum problema de saúde e uma busca rápica no Google pode te dar uma ideia da infinita quantidade de complicações causadas por fungos e bactérias de banheiro. Sempre que for tomar banho, use chinelos. O mesmo vale para andar pelos corredores do hostel. Essa dica é válida para qualquer banho fora de casa.

Kit sobrevivência
O próprio nome já exlui itens de beleza, estética e qualquer coisa desnecessária para sobreviver. Itens de higiene, como escova e pasta de dente, sabonete, xampu, protetor solar para pele e lábios, repelente para mosquitos, entre outros, não podem faltar na mala. Carregar uma toalha de microfibra vai te poupar espaço e peso na mala, e de tempo de secagem. Além disso, monte um kit de primeiros-socorros para você, com curativos, remédios para dor de cabeça, gripe e indigestão. Em alguns países, medicamentos simples só são vendidos com prescrição médica, e dependendo do lugar em que você estiver pode nem encontrar farmácias.

Outros itens para colocar no mochilão são: garrafinha para transportar água, lanterna pequena, talheres e uma “marmita” próprios para quem vai viajar, cadeado e plásticos para proteger itens eletrônicos e dinheiro. Algumas mochilas possuem capa de proteção contra chuva, caso a sua não tenha, leve uma dentro da mala. Se a sua viagem inclui acampamentos, providencie um saco de dormir compacto e um canivete (só pode ser transportado em mala despachada). Antes de embarcar faça um teste em como se sente carregando e andando com seu mochilão: quanto mais leve estiver, mais agradável será a sua viagem.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *