Mochilão pela Ásia: como planejar a viagem dos sonhos pela Tailândia, Camboja e Vietnã

Maya Bay, o paraíso do filme ´A Praia´(Foto: Thaís Sabino)
Maya Bay, o paraíso do filme ´A Praia´(Foto: Thaís Sabino)

Meu sonho é fazer um mochilão pela Ásia! Quantas vezes eu repeti essa frase sem nem ao menos ter planos de um dia realizar essa viagem. Era algo distante, intocável, do tipo “quando eu ganhar na loteria, vou fazer isso, aquilo…”. Depois que embarquei para a Nova Zelândia (08/14), a ideia tomou conta da minha mente: “é no caminho de volta”, “vou estar tão perto”, “não dá pra ir pra Oceania e voltar sem visitar a Ásia”, “perigoso? e o Brasil é seguro por acaso?” e por aí vão os argumentos que eu dava para mim e para quem questionasse esse meu desejo. Em junho de 2015 decidi que, sim, eu iria me dar esse presente e em outubro desembarquei em Phuket, na Tailândia.

Nos últimos meses, compartilhei fotos e relatos da minha viagem por lá, mas nada que reunisse todas as informações de como planejar o roteiro, dicas de hospedagem, visto e passagens. É com esse objetivo que escrevo esse post. Sei que a ideia de visitar a Ásia passa pela cabeça de muita gente que viaja para Nova Zelândia e Austrália e, olha, faça o possível para ir. Sai muito mais barato do que partindo do Brasil e, sim, pode ser no “caminho de volta”. Escolhi Tailândia, Camboja e Vietnã como destinos, em um período de dois meses.

Mulher sozinha na Ásia, é perigoso?

Assim como no Brasil e em qualquer país em que exista um abismo social. Se você comparar com Austrália ou Nova Zelândia, sim, é claro que o trio asiático é mais perigoso. Agora, o que está estampado nos noticiários brasileiros diariamente? Pois é, então, tire esse medo da cabeça. Alguns lugares na Ásia, como Dubai, Paquistão e até mesmo Índia têm culturas mais machistas e pode ser mais desconfortável viajar sozinha por lá, mas não me senti oprimida na Tailândia, no Camboja e no Vietnã. Os homens “mexem” com as mulheres? Sim. Você pode ser assaltada nas ruas? Sim, mas isso independe de ser mulher ou não.

Turistas do mundo todo – isso inclui mulheres sozinhas – fazem mochilão pelos países. Tomei as precauções que eu teria se meu destino fosse o nordeste brasileiro: não fui violentada, assaltada, roubada ou passada para trás. Fiquei hospedada em quartos compartilhados de albergues, fiz muitos passeios a pé seguindo aplicativos de celular, usei o transporte público e não deixei de fazer nada por me sentir insegura.


Tailândia

Passagem:
Voo de Sydney a Phuket, pela Jetstar: AU$ 587,43 (R$  1.695,12)
* permite bagagem de até 15 kg
* não inclui refeições

Visto:
É concedido no aeroporto na hora de chegada. Não precisa fazer a requisição antes da viagem. É gratuito.

Moeda:
Baht tailandês. R$ 1 = 8,79 Baht (conversão em janeiro de 2016)

Vacina:
Febre Amarela. (Tomar 10 dias antes de embarcar)


James Bond Island, na Tailândia (Foto: Thaís Sabino)
James Bond Island, na Tailândia (Foto: Thaís Sabino)

1 – Phuket
Transporte:

Voo de Sydney a Phuket, pela Jetstar: AU$ 587,43 ou (R$  1.695,12)
Reservas: www.jetstar.com
* permite bagagem de 15 kg

Hospedagem:
Patong Marina Hotel – 188/7 Thawewong Road, Patong Beach
Preço: 233 Baht (R$ 26,69) por noite em quatro compartilhado.
Pontos positivos: perto da praia, limpo e com cortinas privativas nas beliches
Pontos negativos: não tem cozinha e o banheiro é pequeno demais

O que fazer?
Conheça a ilha do James Bond 
Conheça Patong Beach
Ping-pong show


Tour pelas ilhas Phi Phi (Foto: Thaís Sabino)
Tour pelas ilhas Phi Phi (Foto: Thaís Sabino)

2 – Koh Phi Phi island
Transporte
:
Ferry boat de Phuket a Koh Phi Phi, pela Liva Travel: US$ 15,58 (R$ 64)
* inclui transfer do hotel
Reservas: www.phuketferry.com

Hospedagem:
PP Centerpoint Hostel
179/16 Moo 7, Phi Phi Island
Preço: 302 Baht (R$ 34) por noite em quarto compartilhado
Pontos positivos: localização próxima a bares e à praia
Pontos negativos: falta de higiene e péssimo atendimento

O que fazer?
Conheça a ilha do filme “A Praia”

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=B0Gira3_kao]


Grand Palace em Bangkok (Foto: Thaís Sabino)

Grand Palace em Bangkok (Foto: Thaís Sabino)

3 – Bangkok
Transporte:

Ferry boat de Koh Phi Phi a Krabi, pela Liva Travel: NZ$ 20,43 (R$ 54)
*não inclui transfer do hotel
Reservas: www.phuketferry.com
Voo de Krabi a Bangkok, pela Thai Lion Air: 460 Baht (R$ 52,7)
* permite bagagem de até 15 kg
Reservas: http://www.lionairthai.com/

Hospedagem:
Rest Inn Dormitory Guesthouse
131 – 133 Charkraphong Road, Talad Yod, Bangkok
Preço: 250 Baht (R$ 28,64) por noite em quarto compartilhado
Pontos positivos: localização próxima a Khaosan Road e restaurante no térreo que funciona até a madrugada
Pontos negativos: barulhento, não tem cozinha e banheiro é pequeno

O que fazer?
Explore Bangkok
Conheça Ayutthaya 


Camboja

Passagem:
Voo de Bankok a Siem Reap, pela Angkor Air:US$ 50 (R$ 205)
* permite bagagem de até 15 kg
Rerservas: http://www.cambodiaangkorair.com/

Visto:
É preciso apresentar foto 5×7, pagar taxa de US$ 35 (R$ 143) e preencher um formulário no aeroporto. Caso a ida seja por via terrestre, é necessário fazer o requerimento prévio do visto on-line ou contratar uma agência de turismo em Bangkok que faça o procedimento: muitas vendem a passagem do ônibus já com o serviço de aplicação do visto. Depois, você precisa apresentar o requerimento na fronteira e pagar as taxas (cuidado que podem tentar cobrar a mais do valor real)
Mais informações: http://www.rep.aero/en/passenger-guide/visa-info/visa-arrival

Moeda:
Riel cambojando. R$ 1 = 981,67 KHR (conversão em janeiro de 2016)

Vacina:
Febre Amarela. (Tomar 10 dias antes de embarcar) 


Templos na região Angkor, Camboja (Foto: Thaís Sabino)
Templos na região Angkor, Camboja (Foto: Thaís Sabino)

4 – Siem Reap
Transporte:
Voo de Bangkok a Siem Reap, pela Angkor Air: US$ 50 (R$ 205)
* permite bagagem de até 15 kg
Rerservas: http://www.cambodiaangkorair.com/

Hospedagem:
European Guesthouse
Rua 20, Wat Bo, Siem Reap
Preço: 18.199, 54 KHR (R$ 20,50) por noite em quarto compartilhado
Pontos positivos: tem piscina e área de convivência
Pontos negativos: banheiros pequenos, distante do centro e cheio

O que fazer?
Conheça os templos de Angkor e os vilarejos flutuantes


Ossos de vítimas no Cheung Ek Killing Fields, no Camboja (Foto: Thaís Sabino)

Ossos de vítimas no Cheung Ek Killing Fields, no Camboja (Foto: Thaís Sabino)

5 – Phnom Pehn
Transporte:
Micro-ônibus de Siem Reap a Phnom Pehn, companhia clandestina: US$ 10 (R$ 41)
* reserva pode ser feita no próprio hostel. Prefira o ônibus convencional pelo conforto

Hospedagem:
Homeland Guesthouse
#15, Rua 304, Sangkat Beoung Keng Kang II, Chamkar Mon
Preço: 38.999 KHR (R$ 40) por noite em quarto duplo
Pontos positivos: atendimento e restaurante no local
Pontos negativos: distante do centro e das principais atrações

O que fazer?
Mergulhe na história do Camboja


Vietnã

Passagem:
Ônibus de Phnom Pehn a Ho Chi Minh (Saigon):  US$ 10 (R$ 41)
* reserva foi feita no próprio hostel

Visto:
É preciso fazer o requerimento antes de chegar ao país pela fronteira terrestre. Agências no Camboja costumam cobrar US$ 60 (R$ 246). Para chegada via aérea, é preciso fazer o pedido onlinedois dias  antes do embarque e imprimir a carta de aprovação, apresentar duas fotos 4×7 na chegada e pagar a taxa de US$ 45 (R$ 184) para única entrada e US$ 65 (R$ 267) para múltiplas entradas.
Mais informações: https://www.vietnam-evisa.org/

Moeda:
Dong vietnamita. R$ 1 = 5.425,76 Dong (VND) (conversão feita em janeiro de 2016)

Vacina:
Não há exigência.


1222

6 – Ho Chi Minh (Saigon)
Transporte:
Ônibus de Phnom Pehn até Ho Chi Minh: US$ 10 (R$ 40)
* reserva foi feita no próprio hostel
* para na fronteira para apresentação do visto

Hospedagem:
Eco Backpackers Hostel
264 De Tham, District 1, Ho Chi Minh
Preço: 134.615 VND (R$ 24) por noite em quarto compartilhado
Pontos positivos: atendimento bom, limpeza e quartos organizados
Pontos negativos: poucos banheiros para muita gente

O que fazer?
Conheça as armadilhas e túneis da guerra


Yang Bay Tourist Park (Foto: Thaís Sabino)

Yang Bay Tourist Park (Foto: Thaís Sabino)

7 – Nha Trang
Transporte:
Ônibus noturno de Ho Chi Minh (Saigon) até Nha Trang: 224.000 VND (R$ 40)
* reserva foi feita no próprio hostel.
* escolha a cama do andar de cima se for do tipo que tem falta de ar.
* na parte da frente do ônibus o WIFI funciona melhor

Hospedagem:
Tabalo Hostel
34/2/7 Nguyen Thien Thuat, Nha Trang
Preço: 153.000 VND (R$ 28) por noite em quarto compartilhado
Pontos positivos: próximo à praia e atendimento bom
Pontos negativos: banheiros pequenos

O que fazer?
Conheça cachoeiras e praias de Nha Trang


Plantação em Hoi An (Foto: Thaís Sabino)

Plantação em Hoi An (Foto: Thaís Sabino)

8 – Da Nang
Transporte:
Trem noturno de Nha Trang até Da Nang: 400.000 VND (R$ 73)
Reservas: https://vietnam-railway.com
* leve algo para comer e beber
* leve papel higiênico
* não há paradas com intervalos suficientes para descer do trem

Hospedagem:
Hung Phat Hotel
2A Duong Tu Minh (B4 – Block 30 – Phuoc My Residence area, Phuoc My, Son Tra), Danang
Preço: 100.000 VND (R$ 18,29) por noite em quarto privado
Pontos positivos: limpo, organizado e perto da praia
Pontos negativos: distante do centro e funcionários não falam inglês

O que fazer?
Visite a cidade das luzes Hoi An
Conheça Da Nang


 

A Cidade Imperial de Hue (Foto: Thaís Sabino)

9 – Hue
Transporte:
Ônibus de Da Nang até Hue: 250.000 VND (R$ 45)
* reserva foi feita em agência de viagem
* com transporte do hotel até a estação de ônibus

Hospedagem:
Kim Homestay
35/35 nguyen thai hoc st, Hue
Preço: 112.000 VND (R$ 20,50) por noite em quarto compartilhado
Pontos positivos: atendimento ótimo, balcão de turismo, café da manhã e localização próxima ao centro
Pontos negativos: apenas um banheiro para o quarto

O que fazer?
Conheça a cidade proibida


[youtube https://www.youtube.com/watch?v=ITXXrPDK2AM]
10 – PhongNha-Ke Bang National Park

Pacote: 2.000.000 VND (R$ 365) – Transporte, acomodação e day tour
* comprado no hostel Kim Homestay
Transporte:
Ônibus de Hue até PhongNha-Ke Bang National Park
Ônibus de PhongNha-Ke Bang National Park até Hanoi

Hospedagem:
Phong Nha Backpacker Hostel
Son Trach, Bo Trach, Quan Binh, Phong Nha
Preço: 109.654 VND (R$ 20) por noite em quarto compartilhado
* hospedagem incluída no pacote
Pontos positivos: boa localização e café da manhã incluído
Pontos negativos: apenas dois banheiros e chuveiro somente com água fria

O que fazer?
Explore as cavernas do parque


Margem do lago Hoan Kiem, em Hanói (Foto: Thaís Sabino)

Margem do lago Hoan Kiem, em Hanói (Foto: Thaís Sabino)

11 – Hanoi
Transporte:
Ônibus noturno de PhongNha-Ke Bang National Park até Hanoi: parte do pacote
Hospedagem:
Hanoi Rocks Hostel
54-56 Hang Duong, Hoan Kiem, Hanoi
Preço: 158.710 VND (R$ 29) por noite em quarto compartilhado
Pontos positivos: ótima localização próxima às feirinhas, bar no térreo, balcão de turismo e café da manhã cortesia
Pontos negativos: muito barulho até a madrugada

O que fazer?
Faça compras em Hanoi


Terraços de arroz nos vilarejos de Sapa (Foto: Thaís Sabino)

Terraços de arroz nos vilarejos de Sapa (Foto: Thaís Sabino)

12 – Sapa
Pacote: 1.890.400 VND (R$ 345) – transporte, acomodação, tours e refeições
Transporte:
Ônibus noturno de Hanoi para Sapa
Ônibus noturno de Sapa para Hanoi

Hospedagem:
Casa de morador do vilarejo
Pontos positivos: integração cultural, bom atendimento e refeições
Pontos negativos: apenas um banheiro e não oferecimento de WIFI (o que acba sendo bom no fim)

O que fazer?
O lugar mais mágico do Vietnã

Espero ter ajudado! De Sapa você pode seguir para Laos, voltar pelo norte da Tailândia e terminar em Bangkok, de onde parte a maioria dos voos internacionais de volta ao Brasil.

 

[contact-form][contact-field label=’Nome’ type=’name’ required=’1’/][contact-field label=’Comentário’ type=’textarea’ required=’1’/][/contact-form]

One thought on “Mochilão pela Ásia: como planejar a viagem dos sonhos pela Tailândia, Camboja e Vietnã

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *